Atualização em avaliação econômica e cálculo do valor justo

66ª edição 

As informações contidas neste artigo são de total responsabilidade da Wulaia Consultoria.  Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Combinação de negócios

Transações com adquirentes no exterior

Temos observado que existem empresas no exterior que adquirem empresas brasileiras e contratam a elaboração de laudos técnicos em seu país de origem. Por sua vez, a empresa brasileira adquirida precisa arquivar o laudo para fins fiscais (lei 12.973/14 e IN 100/17) e contrata uma empresa de consultoria no Brasil. Isso representa um risco que pode ser evitado e um gasto em duplicidade e desnecessário.

O procedimento ideal, nesses casos, é a contratação do laudo no Brasil e posterior tradução e adaptação para as regras do país de origem. Dessa forma, evita retrabalho, gastos adicionais e divergência nos valores avaliados, pois a contratação de dois consultores, um no país de origem e outro no Brasil, pode produzir resultados diferentes.

Teste de impairment

O valor recuperável é o maior entre o valor em uso e o valor de venda. Se o valor em uso não for suficiente, vale a pena buscar o valor de venda. O CPC 01 (R1) define que o valor recuperável é o maior montante entre o valor justo líquido de despesa de venda e o seu valor em uso.

A definição de valor justo é um valor de saída, ou seja, o valor de venda de um ativo (portanto pressupõe uma possível transação), já o valor em uso é o valor que um ativo tem para um investidor específico, ou seja, aquele que detém o benefício econômico do ativo. Em resumo: valor justo é aquele que alguém pagaria para comprar (venda) e o valor em uso é aquele que a empresa obtém por explorar o ativo (utilização).

Um bom cálculo do valor em uso pressupõe a análise de sensibilidade e indicação dos fatores de risco. A mecânica do cálculo do valor em uso é simples. O coração do trabalho está na fundamentação e suporte das premissas: um bom laudo é aquele bem fundamentado e não somente com quadros e gráficos.

A análise histórica é importante para detalhar eventos recorrentes e eventos extraordinários e como tais eventos irão afetar os negócios no futuro. Merece atenção, em especial, o período após o boom e euforia do ciclo econômico brasileiro, que durou até 2013/2014 e, em seguida, mergulhou em uma recessão histórica. Essa recessão dá sinais de que está terminando.

O profissional de avaliação envolvido no cálculo do valor em uso deve ter o senso crítico e ceticismo profissional para analisar as projeções e verificar a sua razoabilidade.

 

Combinação de negócios

O Plano de Capital é o estudo que deve ser preparado por instituições financeiras para apresentação ao Banco Central, disciplinado pela Resolução 3.988/2011 (com atualizações).

É necessário elaborar projeções detalhadas para demonstrar a origem dos recursos e deve ser fundamentado com documentação cuidadosa das premissas utilizadas. Nesse tipo de trabalho, o profissional precisa  ter o senso crítico e ceticismo profissional para avaliar as projeções e verificar a sua razoabilidade.