Formas de escrita empregadas em principais estilos editoriais

numerais guia

Existem diversos estilos e convenções gráficas para numerais, o que pode causar confusão na hora da leitura e escrita. Este pequeno guia para escrever numerais foi elaborado com base no Manual de Redação e Estilo do Senado Federal e do Jornal O Estado de S.Paulo, bem como em estilos correntes da imprensa brasileira. 

Afinal, o que são numerais? Numerais são classes de palavras que representam a quantidade exata das unidades, ou a ordenação de elementos em uma série, ou a fração de um todo, ou a multiplicação de uma unidade, ou o conjunto de indivíduos ou objetos da mesma espécie.

Numerais são, portanto, representações de números. Números são conjuntos de algarismos que transmitem a ideia de quantidade ao contar, ordenar ou medir. E algarismos são símbolos usados sozinhos ou combinados, segundo determinadas regras ou princípios, para representar os números na forma escrita. Veja exemplos neste link.


Leitura e grafia de número cardinal

Por convenção, grafa-se os números cardinais separando as classes (unidades simples, milhares, milhões etc.) com vírgulas, mas as unidades, dezenas e centenas dentro de cada classe são ligadas com a conjunção e (veja abaixo exceções à regra geral).  A tabela a seguir apresenta exemplos de grafia de numerais cardinais.

  

Numeral cardinal

Leitura e grafia (regra geral)

2

dois

22

vinte e dois

822

oitocentos e vinte e dois

1.822

mil, oitocentos e vinte e dois

21.822

vinte e um mil, oitocentos e vinte e dois

621.822

seiscentos e vinte e um mil, oitocentos e vinte e dois

4.621.822

quatro milhões, seiscentos e vinte e um mil, oitocentos e vinte e dois

 NOTAS:

Número redondo ou começando com zero:  utiliza-se a conjunção e para ligar uma classe e outra (unidade simples, millhar, milhão etc.) quando o primeiro algarismo da classe anterior for um número redondo ou iniciar com zero.

Exemplos:  21.800 (vinte e um mil e oitocentos); 35.060 (trinta e cinco mil e sessenta); 45.006 (quarenta e cinco mil e seis).

Para saber mais, leia o artigo: Como ler e escrever numerais cardinais. 

Leitura do número 1.000:  do número 1.000 a 1.999, não se usa o "um" na frente do mil, pois não existe o número "um mil".  Observe que a leitura do número 1.822 da tabela acima é "mil, oitocentos e vinte e dois". Somente a partir do 2.000 (dois mil), a leitura é feita expressando o algarismo que vem antes do mil.

A seguir, apresentamos as diversas formas de grafia de numerais (por extenso ou em algarismo) utilizadas em redação.


1) Números cardinais de zero a dez e a partir de 11

Por convenção gráfica, costuma-se escrever por extenso os números de zero a dez em um texto. Os números a partir de 11 são escritos em algarismos. Em casos de enumerações, veja o item 3 abaixo. 

Exemplos:

A produção do mês foi de 18 unidades.

Aconteceram somente dois casos.

A Márcia produziu dois trabalhos em 15 dias.

Todos os 35 alunos tiraram a nota acima de oito.

O projeto beneficiou 680 pessoas, mas deixou de atender seis localidades. 

ATENÇÃO:

Em trabalhos científicos, recomenda-se escrever por extenso os números grafados em uma só palavra: um, dois, dez, quinze, trinta, cem, mil. Os números grafados com duas palavras ou mais são escritos em algarismos: 21, 65, 140, 268.

Alternativamente, podem ser escritos por extenso os números de zero a nove e, em algarismos, a partir de 10.

 

2) Números redondos ou quebrados


2.1) Regras de arredondamento: números menores que 5 na unidade anterior são arredondados para baixo, ou seja, desprezados no algarismo da ordem seguinte e os números maiores que 5, inclusive, são arredondados para cima no algarismo da ordem seguinte.

Exemplos:

1.852.438 => 1.852 mil

1.852.615 => 1.853 mil

26,375% => 26,38% ou 26,4% ou 26%

65,9 quilos => 66 quilos


2.2) Números redondos ou aproximados das classes de milhar, milhão, bilhão etc.: podem ser escritos por extenso, mantendo em algarismos as ordens de grandeza.

Exemplos:

O projeto beneficiou 8 mil pessoas, mas deixou de atender 1,25 mil pessoas (1,25 mil = 1.250).

A população do país é de 180,6 milhões de pessoas (180,6 milhões = 180.600.000).

O lucro do ano foi de R$ 2,74 bilhões (R$ 2,74 bilhões = R$ 2.740.000.000,00). 


2.3) Arredondamento de números exatos: caso não haja necessidade de informar com exatidão, um número quebrado pode ser arredondado para facilitar a compreensão de sua grandeza, precedido ou não de um advérbio ou locução adverbial (cerca de, em torno de, aproximadamente, mais de, menos de, quase etc.).

Exemplos:

Foram abertas cerca de 850 vagas (em vez de 852 vagas, com 2 vagas desprezadas, ou seja, arredondadas para baixo).

A receita líquida prevista é de R$ 540 milhões (em vez de R$ 540.379.655,34).

O custo deste ano aumentou R$ 5,6 milhões (em vez de R$ 5.549.270).

O crescimento populacional foi de 118% no período (em vez de 117,5723%, com arredondamento para cima).

Atenção! Não diga: cerca de 376 pessoas (pois 376 é um número exato). Nesse caso, poderia dizer: cerca de 380 pessoas ou quase 380 pessoas (ver a regra de arredondamento no item 2.4).


2.4) Números exatos: caso o número acima ou abaixo de mil seja um número exato e não seja conveniente arredondá-lo, recomenda-se escrevê-lo em algarismo.

Exemplos:

O projeto beneficiou 1.253 pessoas.

A parte rochosa do Monte Everest é de 8.844 metros.

O valor exato dos materiais extraviados é de R$ 6.518,25.

Existem 361 candidatos por vaga. 


3) Enumerações


Se houver números acima e abaixo de dez (inclusive) em enumerações, use apenas algarismos. Se não houver, valem as regras dos números cardinais (item 1).

Exemplos:

O evento acontecerá em dois ou três dias.

O evento acontecerá em 10 ou 12 dias.

A abertura da loja será entre sete e oito horas.

A abertura da loja será entre 9 e 11 horas.

Foram vendidas 5 camisas e 28 calças.

O acidente provocou 32 feridos leves e 9 feridos graves.

Nota: se os números não fizerem parte de uma enumeração, valem as regras dos números cardinais (item 1). Exemplos: em cinco dias, foram vendidas 18 calças; os dois acidentes provocaram 40 feridos


4) Números no início da frase


Evite iniciar uma frase com número. Mas, se for necessário, escreva-o por extenso, mesmo que seja acima de dez. 

Exemplos:

Cento e vinte e oito pessoas tiveram acesso a seus dados.

Oitenta por cento foram bem nas provas.

Nota: os títulos de artigos, capítulos e seções podem ser iniciados com números. 

Exemplos: 121 feridos no acidente de trem; 79 vagas no Instituto de Educação; 2015 será um ano de grandes realizações. 


5) Expressão de valor, grandeza, peso ou medida 


Use sempre algarismos para expressar valor, grandeza, peso ou medida.

Exemplos:

O exemplo está no quadro 5.

Dia 8 é o vencimento.

Pacote de 2 kg.

A temperatura subiu para 28 ºC.

O placar foi de 3 a 1.

O resultado foi de 5 votos a favor e 3 contra.

A taxa é de 6% ao mês.

A taxa de juros foi reduzida de 1,3% para 1,1% ao mês.


6) Números ordinais


6.1) Regra geral: para escrever por extenso, usa-se a mesma regra dos números cardinais. Escreva por extenso do primeiro ao décimo e, do 11º em diante, escreva em algarismo.

Exemplos:

Primeiro suplente; décimo suplente.

11.º secretário; 28º dia.


6.2) Símbolo de ordinal: os numerais ordinais são representados pelas letras "o" ou "a" grafadas de forma sobrescrita. As letras sobrescritas  "º" ou "ª" podem ser precedidas de ponto ou grafadas com um traço embaixo.

Exemplos: 

1.º lugar,  1º lugar

3.ª colocada,  3ª colocada

100.º aniversário

199º item da lista

62.ª Festa do Morango

25ª pessoa aprovada

6.3) Numeração de artigos de lei: escreva em ordinal do primeiro ao nono. Do artigo 10 em diante, escreva em cardinal (nesse caso, é diferente da regra geral).

Exemplos: 

Artigo 2º; artigo 5º; artigo 9º.

Artigo 10; artigo 11; artigo 25.


6.4) Eventos culturais, científicos, históricos e esportivos: o numeral ordinal precede o substantivo.

Exemplos:

5º Seminário de Educação; 18º Congresso de Arquitetura; 2ª Guerra Mundial.

Nota: existem estilos editoriais que utilizam algarismos romanos para expressar a ordem (Exemplos: II Guerra Mundial; XVIII Congresso de Arquitetura), mas os algarismos arábicos facilitam a visualização e evitam erros de leitura.  

 

6.5) Ordem de capítulos e séculos e sucessão de soberanos: de 1 a 10, use o numeral ordinal e, de 11 em diante, o numeral cardinal. Pode ser escrito em algarismo arábico ou romano. 

Exemplos:

Capítulo 5º (quinto) ou Capítulo V

Capítulo 18 (dezoito) ou Capítulo XVIII

Século 9º (nono) ou Século IX

Século 21 (vinte e um) ou Século XXI

D. João 6º (sexto) ou D. João VI

Pio 12 (doze) ou Pio XII 

 

7) Horas e datas

 

7.1) Horas: use sempre o número simples para designar as horas, sem o "algarismo 0". Não há espaço nem ponto entre horas, minutos e segundos.

Exemplos: 

As aulas serão iniciadas às 8h15 (e não 08h15) e encerradas às 10h05 (e não 10h5). 

Nota: Nesta forma de grafia, não há necessidade de escrever 8h15m ou 10h05m, pois sabe-se que os dois algarismos após as horas correspondem aos minutos. 

As promoções começaram às 19h5m30s de ontem (e não 19h05m30s).  

Nota: Usa-se m para designar minutos, quando a precisão é de segundos. Nesta forma de grafia, o hm e s representam as horas, os minutos e os segundos, respectivamente. 

 A viagem do técnico em eletrônica durou três horas e 20 minutos, mas o conserto foi feito em 50 segundos. 

Nota: Nesta expressão, não há necessidade de abreviação de horas, minutos ou segundos, pois trata-se de intervalo de tempo. Utilize a Regra Geral n.º 1. 

 

Para saber mais, leia o artigo Como escrever números relativos a datas, horas, endereços, páginas.

7.2) Datas: use o número simples para expressar o dia e o mês e, para expressar anos a partir de 1000, não use o ponto separador de milhar. 

Exemplos: 

A reunião foi realizada em 8-5-2015 (pode ser escrito também 8/5/2015 ou 8.5.2015).

O prédio existe desde 1984.

Dom Pedro I declarou a independência do Brasil em 7 de setembro de 1822.



8) Números de endereços e intervalos de números


8.1) Números de endereços: não use o ponto separador de milhar para números de 1000 para cima. 

Exemplos: 

O Rafael mora na Avenida Atlântica, número 3892.

Esta rua está interditada no trecho entre os números 1946 e 2982.



8.2) Intervalos de números: especifique sempre o valor mínimo e o máximo, mesmo que seja necessário repetir as palavras.

Exemplos: 

Neste colégio, estudam 14 mil a 15 mil alunos (o número mínimo é quatorze mil).

A doação é de R$ 2 mil a R$ 8 mil (o valor mínimo é dois mil reais).

A doação é de R$ 2 a R$ 8 mil (o valor mínimo é dois reais).

O desconto é de 5% a 15% (5 a 15% significa 500% a 15%, pois 5 = 500% = 500/100).

O salário é de R$ 5 mil a R$ 6 mil (o valor mínimo é cinco mil reais).

Notas: (a) Caso tivesse sido escrito "14 a 15 mil alunos" no primeiro exemplo, o número mínimo poderia ser confundido com 14 alunos. (b) No segundo exemplo, o intervalo é de dois mil reais a oito mil reais e, no terceiro exemplo, o intervalo  é de dois reais a oito mil reais.

 

.

. 

Leia também: 

Como escrever números decimais por extenso 

Como escrever porcentagens por extenso 

Como escrever valores por extenso

Numerais e sistema de numeração decimal

Como ler e escrever números ordinais